Juizes

Taxonomia

Código

Nota(s) de âmbito

Nota(s) de fonte(s)

Nota(s) de exibição

Termos hierárquicos

Juizes

Termos equivalentes

Juizes

Termos associados

Juizes

10 Descrição arquivística resultados para Juizes

10 resultados diretamente relacionados Excluir termos específicos

Ata - 01/01/1829

Ata da reunião de 01 de janeiro de 1829, realizada na casa do juiz presidente, na qual, houve posse a nova Câmara, sendo juízes: Capitão Miguel Antônio Gonsalves, José Rodrigues Leite e os Vereadores: o ajudante Albano Leite do Canto, o Alferes José de Camargo Neves, Joaquim Antônio da Silva e Procurador Joaquim da Cunha Guedes.
Documento registrado pelo escrivão Manoel Anselmo de Souza e assinado por: Aranha, Morais, Franco, Carvalho e Gorgel.

Ata - 02/09/1833

Ata da reunião de 02 de setembro de 1833, onde tratou-se sobre: abordou a leitura de ofícios do presidente da Província e fizeram uma nomeação para cargos de juízes.
Documento escrito por Francisco Florencio do Amaral, e assinado por Antonio Fiuza de Almeida, Jose Maria de Oliveira, Bento Manoel de Morais, Francisco Jose Maxado e Manoel de Toledo Silva.

Ata - 06/08/1833

Ata da reunião extraordinária de 06 de agosto de 1833, onde tratou-se sobre: tomação de posse de juízes, alistamento das Guardas Nacionais e a leitura de um ofício da Vila da Campanha datado de 15 de Junho de 1833, no qual comunica os seus sentimentos a câmara desta Vila acerca da remoção do atual tutor do Jovem Imperador.
Documento escrito por Francisco Florencio do Amaral, e assinado por Antonio Fiuza de Almeida, Bento Manoel de Morais, Francisco Jose Maxado, Manoel de Toledo Silva e Elias de Almeida Prado.

Ata - 08/12/1827

Ata da reunião de 08 de dezembro de 1827, realizada na casa do juiz ordinário e presidente, onde foram convocados os vereadores e procurador, para abertura do pelouro, onde saíram para Juízes: Alferes Jose Vaz Pinto e o Capitão Manoel Ferras de Campos. Para vereadores: Albano do Canto Leite, João Morato de Carvalho, Antonio Franco do Amaral. Procurador: Ignácio Francisco do Amaral. Juiz de Órfãos: Capitão Manoel Paes de Arruda. Documento registrado pelo escrivão João Baptista de Siqueira e assinado por: Silva, Oliveira, Fiuza e Gorgel.

Ata - 14/01/1834

Ata da reunião de 14 de janeiro de 1834, onde tratou-se sobre: A comissão permanente discutiu a respeito de um requerimento de Fructuozo Jose Coelho a respeito de um terreno. Foram lidos ofícios e discutiram a respeito de moedas, juízes e sobre a remoção de entulho na ponte.
Documento escrito por Francisco Florencio do Amaral, e assinado por Manoel de Toledo Silva, Elias de Almeida Prado, Bento Manoel de Morais, Francisco Jose Maxado e Antonio de Arruda Leme.

Ata - 16/10/1833

Ata da reunião de 16 de outubro de 1833, onde tratou-se sobre: tomaram posse como juízes, leram requerimentos e fiscais apresentaram seus relatórios.
Documento escrito por Francisco Florencio do Amaral, e assinado por Antonio Fiuza de Almeida, Bento Manoel de Morais, Manoel de Toledo Silva, Jose Maria de Oliveira, Elias de Almeida Prado e Antonio Jose da Silva.

Ata - 24/10/1835

Ata da reunião de 24 de outubro de 1835, onde tratou-se sobre: A comissão permanente dividiu as Guardas Nacionais desta Vila em duas companhias, sendo uma de cavalaria e outra de infantaria. Foram lidos ofícios e discutiram a respeito dos juízes e suas faltas.
Documento escrito pelo secretário Francisco Florencio do Amaral e assinado por Manoel de Toledo Silva, Elias de Almeida Prado, Antonio de Arruda Leme, Domingos Soares de Barros e Domingos Jose Lopes.

Câmara Vila da Constituição

Ata - 25/02/1836

Ata da reunião de 25 de fevereiro de 1836, onde tratou-se sobre: Recolheu-se cento e trinta e cinco cédulas na urna dos Juizes que de fato vão servir no corrente ano. Leu-se um ofício do Prefeito desta Vila sobre o orçamento da ponte do Rio Curumbatahi, e sobre o orçamento da estrada desta Vila para Araraquara. Foram lidos ofícios e requerimentos, tomaram posse como juízes e inspetores.
Documento escrito pelo secretario Francisco Florencio do Amaral e assinado por Antonio Fiuza de Almeida, Bento Manoel de Moraes, Antonio de Arruda Leme, Manoel de Toledo Silva e Teotonio Jose de Mello.

Câmara Vila da Constituição

Ata - 28/10/1833

Ata da reunião extraordinaria de 28 de outubro de 1833, onde tratou-se sobre: foram discutidos os juízes a virem tomar posse na secretaria do governo. E o senhor presidente propôs que retirassem uma canoa que foi encontrada enroscada perto da nova ponte, o que poderia causar prejuízo publico se não retirassem a mesma. Foi deliberado as providencias necessárias para a remoção da canoa.
Documento escrito por Francisco Florencio do Amaral, e assinado por Antonio Fiuza de Almeida, Francisco Jose Maxado, Elias de Almeida Prado, Manoel Toledo da Silva, Antonio de Arruda Leme e Bento Manoel de Morais.

Eleição de Juiz Ordinário e de Juiz de Paz

Eleição para um juiz ordinário e para um juiz de paz para servir a Vila Nova da Constituição, a Freguesia de São Bento de Araraquara, Capela do Toledo e Capitão do Ribeirão Claro (todos termos da Vila), com lista da eleição, realizada na casa do Juiz Presidente Xisto Quadros de Aranha.
Documento escrito e assinado pelo escrivão João Baptista de Siqueira. Também foi assinado por Xisto de Quadros Aranha, Bento Manoel de Morais, Antonio Franco d’Amaral, João Morato de Camargo e Ignacio Francisco d’Amaral Gorgel.