Mostrando 29 resultados

Descrição arquivística
Séries Com objetos digitais
Visualizar impressão Visualizar:

Inauguração do Prédio da Câmara

Fotos das solenidades de inauguração do prédio da Câmara Municipal de Piracicaba, que ocorreu no dia 1º de agosto de 1975. Pela manhã houve evento no novo prédio da Câmara, que contou com a presença de autoridades da época, como o prefeito Adilson Benedicto Maluf, o presidente da Câmara Antônio Messias Galdino e o Bispo Diocesano Dom Aniger Francisco Maria Melilo. Na mesma ocasião ocorreu o lançamento do livro "Noiva da Colina". A noite, em sessão realizada no Clube Coronel Barbosa, houve a entrega de títulos e homenagens.
Antes de 1948, a Câmara não possuía um prédio próprio, funcionando no mesmo local da Prefeitura de Piracicaba. Entretanto, com o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), o poder legislativo, que havia deixado de exercer suas funções no Estado Novo (1937- 1946), voltou às suas atividades de legislar para o Município. No início, durante a candidatura do prefeito Aldovando Fleury Pires Corrêa (mandato em 1951), a Câmara se alojou em um local adaptado no paço municipal já demolido, tendo uma única sala onde se instalou o Plenário. As instalações eram simples e haviam poucos funcionários. Começou a se pensar em um prédio próprio para a Câmara por volta de 1967. O então prefeito Luciano Guidotti (1956-1959 e 1964-1968) foi incumbido de realizar as obras e queria tudo finalizado rapidamente. Todavia, faleceu no meio do percurso, o que atrasou o andamento. O prédio foi inaugurado em 1 de Agosto de 1975. O então prefeito Adilson Benedito Maluf (1973-1977 e 1983-1989) e o presidente da Câmara Antônio Messias Galdino (1975-1977) se encarregaram da inauguração. A população piracicabana foi convidada através das rádios a participarem do evento. Por acontecer justamente no aniversário da cidade, houve o hasteamento da bandeira de Piracicaba, cantaram o hino da cidade e além disso entregaram títulos.
Segundo Antônio Messias Galdino, parte das solenidades e entrega de título tiveram lugar no Clube Coronel Barbosa, pois o sinteco do salão nobre da Câmara não estava completamente seco, por esse motivo não podia receber gente e nem mobílias. E a Câmara, segundo Galdino, continuou atuando em seu prédio antigo mais mais aproximadamente um mês, até que o processo de mudança e adequação das mobílias estivesse finalizado.

Câmara Municipal de Piracicaba

Textual

Documentos que tratam da construção do ramal e estação pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro, desde o início das negociações em 1902 até a sua inauguração em 1922.

Cápsula

Na série denominada “Cápsula” estão os objetos tridimensionais que foram usados para criar o invólucro dos documentos armazenados por um século na parede que separa o anfiteatro do vestíbulo da entrada da então Escola Normal de Piracicaba, hoje denominada de Escola Estadual Sud Mennucci. Os dois materiais tridimensionais presentes na série são: Uma placa de mármore e uma caixa de cobre. Na série também estão documentos textuais que fazem referência a dita cápsula e/ou que dão informações sobre seu encerramento.

Sud Mennucci - Escola Normal

Cartas

Na série “Cartas” estão os registros deixados por alunos, professores e outras autoridades ao futuro. São um total de 16 cartas, em sua maioria destinadas a pessoas específicas, como por exemplo, a aluna Alzira Gabbi, que deixou uma carta para o prefeito de Piracicaba do ano de 2022, já Bento Lordello deixou seu recado ao futuro professor de história e Ondina Marchilli ao professor mais velho.

Sud Mennucci - Escola Normal

Jornais

Na série denominada “Jornais” estão os periódicos encontrados na Cápsula do Tempo da Escola Estadual Sud Mennucci, então Escola Normal de Piracicaba.

Postais

A série denominada “Postais” é composta por quatro subséries, onde estão cartões postais encontrados na Cápsula do Tempo do Sud Mennucci, então Escola Normal de Piracicaba. As subséries estão denominadas como: “Principais Capítulos da História Pátria”, que são alusivos aos principais capítulos da história do Brasil, “Lembrança do Primeiro Centenário da Independência do Brasil”, que estão cartões postais e envelopes ilustrados comemorativos do primeiro centenário da Independência do Brasil e “Piracicaba” e Piracicaba – Série em Cores, ambos alusivos aos lugares e patrimônios de Piracicaba.

Bicentenário de Piracicaba

Fotos dos diversos festejos em diferentes locais e horários que ocorreram por ocasião do Bicentenário da fundação de Piracicaba, com a presença de autoridades municipais e estaduais, assim como da população.
No dia 1º de agosto de 1967 Piracicaba completou duzentos anos de fundação em 1767 pelo povoador Antonio Correa Barbosa. Por isso a Câmara Municipal de Piracicaba organizou atos solenes festivos durante o dia todo para comemorar tal bicentenário. Os eventos contaram com a participação de autoridades locais e estaduais e da população. Aconteceram em diversos locais diferentes: as 8h no Marco das Bandeiras, as 10h no largo da Catedral, as 11h no Centro Cultural e Recreativo Cristóvão Colombo, no horário do almoço no restaurante Jardim da Cerveja, as 15h na frente da Casa do Povoador, em seguida no Teatro São José e as 18h nas escadarias da Catedral.

Câmara Municipal de Piracicaba

Posse de Nélio Ferraz de Arruda

Registro da solenidade de posse de Nélio Ferraz de Arruda, no dia 04 de julho de 1968 para o cargo de prefeito do município de Piracicaba. Tal solenidade teve lugar na Câmara Municipal (antigo prédio).
No dia da morte de Luciano Guidotti, 07 de julho de 1968, assumiu a prefeitura o vice-prefeito Nélio Ferraz de Arruda. Nélio assumia a prefeitura, no entanto, debaixo de pelo menos duas fortíssimas pressões: o traumatismo causado pela morte de Luciano Guidotti e a sombra da administração "guidotista". De sua administração, consta a construção da Ponte do Caixão - que levou esse nome por causa do desnível de suas cabeceiras - o viaduto da rua Edu Chaves, a instalação dos "Catalits" - aparelho que se dizia purificador para o tratamento de água - a construção de uma praia na rua do Porto, que a primeira chuva destruiu... Nélio Ferraz de Arruda pensou, também, em declarar de utilidade pública o Palacete Boyes, visando desapropriá-lo para poder transformá-lo em residência oficial do Prefeito e de visitantes oficiais (NETTO, Cecílio Elias. 1992, p. 134).

Câmara Municipal de Piracicaba

Trabalhos Escolares

Na série "Trabalhos Escolares" estão as atividades, provas, exercícios e outros trabalhos realizados pelos alunos da Escola Normal de Piracicaba (Sud Mennucci) e suas instituições anexas. Tais trabalhos fazem referência às diferentes disciplinas presentes na escola, sendo elas: português, francês, geografia, matemática, anatomia, botânica, química, artes, latim, música, zoologia e história.

Hinos, Músicas e Partituras

Na série denominada “Hinos, Músicas e Partituras” estão os cadernos de música, melodias, composições, hinos, partituras e publicações musicais encontradas na Cápsula do Tempo do Sud Mennucci (então Escola Normal de Piracicaba). Tais tem diferentes autores, compositores e anos de publicação.

Resultados 1 até 10 de 29